Loading...
Long Live Metal

Terrorsphere e sua transição para o Death Metal

Terrorsphere

Terrorsphere teve início em fevereiro de 2014, formada por Werner Lauer, Udo Lauer, Victor Oliveira e Claudio Alves, trouxe uma proposta de mesclar os gêneros Thrash e Death Metal com influência de bandas nacionais e internacionais. Procurando sempre fazer suas músicas com uma pegada rápida e agressiva e também não deixando muito claras suas influências em suas composições próprias.

As primeiras apresentações da banda Terrorsphere foram no ano de 2014, tocando nas cidades de Londrina e Apucarana. Logo no início de 2015, Victor Oliveira, Udo Lauer e Werner Lauer receberam o comunicado que Claudio Alves estaria saindo da banda e ficaram por seis meses inativos.

Ainda no ano de 2015, a Terrorsphere volta com a entrada de Francisco Neves (Guitarra) (Ex–Dead Fall), o mais novo membro da banda. A entrada de Francisco Neves foi o ponto principal da transição da banda para o Death Metal, onde desde então a banda vem obtendo grande destaque na região de Londrina. No ano de 2016, a banda lança seu primeiro trabalho, o EP – Blood Path, gravado em Londrina no High Voltage Studio. O EP – Blood Path teve um bom destaque e foi bem aceito pelo público brasileiro e pelo público que acompanha a revista Roadie Metal. Agora em fevereiro de 2017 a banda lançou um Split juntamente com o selo Digital Yourself de Presidente Prudente, esse Split foi lançado com as bandas Karburalcool, Hellpath, Cangaço, Plague Rages e Projeto Trator.

A última apresentação da banda foi no mês de fevereiro no Open The Roadie Festival – Open Air que foi realizado na Xacará Eventos em Londrina, evento ao qual contou com grandes nomes do Metal nacional e sul-americano. A banda Terrorsphere será atração, no próximo dia 10 de março, na primeira edição da Tour Bangers Beer Festival do ano de 2018, o evento será realizado no espaço Vila Cultural AlmA Brasil (Rua Argentina, 693). Além da banda Terrorsphere o evento terá as apresentações das bandas Putrefação Cadavérica de Maringá/PR, Vulture de Itapetininga/SP, Corpsia e Guro de Londrina/PR.