Carregando...
Punkadaria

Reggae Now dançante com The Aggrolites

Reegae Now!

Reggae Now! No Punkadaria de hoje João Albuquerque falaremos do Aggrolites que retornaram com seu sexto álbum de estúdio. Uma continuação de sua marca única de reggae, skinhead, soul e funky. O órgão reggae sujo quase nunca se sentiu tão apertado e coeso como o que eles colocam em exibição neste disco.

“Pound for Pound” abre o álbum com um número de dança autopromocional. Cantam “Boss of hot sauce or what else it may be, Aggro is Aggro stylistically” Traduzindo “Chefe de molho picante ou o que mais pode ser, Aggro é estilisticamente Aggro” O vocalista Jesse Wagner brinda ao longo de um ritmo clássico do Aggrolites tão estável que você poderia usá-lo para definir o seu relógio.

Esse estilo rocksteady otimista é revisitado em várias faixas, já que “Groove Them Move Them” e “Aggro Reggae Party” certamente serão adições rápidas a playlists de festa de verão. Enquanto as músicas “People Win” e “Help Man” entregam um som mais clássico do Aggrolites, onde os vocais são entregues com um pouco mais de poder. Focando mais em entregar a história do que harmonizar com os instrumentos. “Help Man” tem o estilo “Countryman Fiddle” de contar histórias que é extremamente popular entre os fãs, especialmente em um cenário ao vivo.

Reegae Now! dos Aggrolites mostram mais de seu lado com alma. A primeira faixa para fazer isso é “Say or Do”, que parece ter sido tirada diretamente de um álbum do Alton Ellis. Ele tem o ritmo constante, mas o som dos vocais vem diretamente da Motown e exibe uma sensação mais profunda de emoção. “Love Me Tonight” segue com uma bela canção de amor que mostra algumas harmonias vocais deliciosas. Até a faixa final, a instrumental “Shadow Walk”, coloca alguma emoção em uma faixa de dublagem.

Falando de instrumentais, há vários a serem encontrados no álbum Reegae Now! como o que seria um disco de roots reggae sem pelo menos um par. No entanto, além de “Shadow Walk” e “15 ou 50”, essas faixas não fazem o suficiente para diferenciar-se do resto do álbum. Eles são certamente muito dançantes e podem soar melhor em um cenário ao vivo, mas aqui eles tendem a se misturar com as outras músicas sem esculpir seu próprio espaço.

 Os Aggrolites sempre soaram como uma banda punk tentando tocar um tradicional som de reggae rocksteady, onde eles incorporariam vagamente diferentes estilos de música em uma mistura única que apelidaram de “reggae sujo”.

No Reegae Now! eles evoluíram completamente para uma banda de reggae de classe mundial com uma forte incorporação de jazz, funk e blues. Quase se poderia esquecer o aspecto “sujo” desse som, já que a música é tão clara e limpa quanto as origens caribenhas do gênero

Músicas de The Aggrolites, Ramones e Bad Religion