Loading...
Ziriguidum

O “Nó na Madeira” do Samba

Diogo Nogueira

No Ziriguidum dessa semana vamos falar um pouco sobre um dos maiores nomes do samba na atualidade, onde o samba vem de berço e que carrega o samba em suas veias. Nosso artista da semana é Diogo Nogueira.

Diogo Nogueira sempre comparecia nas rodas de samba de seu pai, João Nogueira, em toda sua infância e adolescência. Seu grande sonho era de ser jogador de futebol. E ele conseguiu. Diogo chegou a jogar pelo Cruzeiro de Porto Alegre, em 2005, depois de se destacar nos jogos da várzea carioca. Prestes a assinar um contrato com um empresário, sofreu uma lesão no joelho que te tirou do futebol, então ele voltou pro Rio de Janeiro, onde voltou a frequentar as rodas de samba carioca e formou uma banda própria. Depois decidiu seguir carreira solo e gravou o álbum “Diogo Nogueira Ao Vivo”.

Este álbum possui a maioria das canções compostas por João Nogueira, como “Espelho”, “Poder da Criação” e “Clube do Samba”. Mas também tem canções compostas pelo próprio Diogo, como “Samba pros Poetas”.

Diogo Nogueira conseguiu uma coisa que seu pai nunca havia conseguido, que foi entrar pra Ala de Compositores da Portela, onde emplacou o samba “Reconstruindo a natureza, recriando a vida: o sonho vira realidade”, composta em parceria com grandes nomes, que foi cantado na avenida no Carnaval 2008. Nesse ano, a Portela tirou o 4º lugar e voltou para o Sábado das Campeãs, após 10 anos ausente.

Em 2010, Diogo ganhou o prêmio de Melhor interprete da MPB no VMB 2010. Além disso, Diogo é apresentador do programa Samba na Gamboa, que é transmitido pela TV Brasil e pela TV Cultura.

Quer ouvir um pouco das canções que marcaram a carreira de Diogo Nogueira? Dê o play e divirta-se.