Loading...
Jornalismo Cultural

Mulamba e com orgulho

mulamba

“Mulamba” é um sexteto feminino e feminista curitibano formado por Amanda Pacífico (voz), Cacau de Sá (voz), Caro Pisco (bateria), Fer Koppe (violoncelo), Naíra Debértolis (baixo) e Nat Fragoso (guitarra). Neste sábado (23) elas se apresentaram em Londrina e lotaram o Sesi/Aml.

Por Beatriz Dias

Fotos: Camilla Giovanna

A gurias se uniram para homenagear Cássia Eller, mas logo começaram a escrever suas próprias letras, que falam sobre empoderamento feminino, luta por equidade de direitos, opressão e (infelizmente) a violência que as mulheres sofrem diariamente.

Um destes episódios inspirou a letra de P.U.T.A., hoje com mais de 830 mil visualizações no Youtube

“Foi no nosso segundo ou terceiro show cover da Cássia, uma amiga da Amanda (vocal) estava na plateia assistindo o show mas ela foi embora. Depois ela veio contar que um cara não a deixou em paz durante o show. A minha reação foi ‘por que você não contou isso pra gente na hora, no ato?’ E isso é para qualquer alma que seja de alguma forma abusada, reprimida ou oprimida” lamentou Cacau de Sá (vocal).

Relacionamento com o público masculino?

“A gente está tendo uma gama maravilhosa de caras que vem falar que é muito difícil ouvir isso mas é necessário e nos agradecem por cantarmos isso, mas a gente também é rechaçada por alguns caras na pagina da Mulamba” disse a Cacau. “É que o clipe de P.U.T.A viralizou, a letra é extremamente direta e nesse vídeo tem uns comentários bem escrotos” completou Naíra.

Uma luta de ambos os sexos.

“A gente quer abrir para conversar e trocar ideias e cada vez mais a gente está sentindo isso, então o publico masculino também está se identificando e encontrando através das nossas músicas atitudes que não condizem com o
que de fato eles sentem, mas eles não se ligavam disso. É um processo assim como é um processo pra gente. É uma coisa que a gente vem conversando, como abrir um pouco mais essa discussão e fazer com que os homens também
falem sobre os abusos e o que já sofreram e sentiram  e porque não sentiram e falaram? Por que essa sociedade é tão presa em cima deles para travar tanto, sabe!?”

Influências musicais.

A banda que tem como influencias Cássia Eller, Gal Costa, Elza Soares e Rita Lee. No final de Outubro deve sair o novo clipe “Desses Nadas”, em Dezembro elas tocam na Sim São Paulo e em Janeiro a banda vai gravar seu primeiro EP na Red Bull Station, que elas ganharam em uma disputa na internet através do festival Vento.