Loading...
Marginália

Maria e a religião do amor e da beleza

O Marginália dessa semana fala sobre a obra da pensadora Maria Lacerda de Moura ao som de Replicantes, L7, Patti Smith, Bebe, Anita Tijoux, Gabylonia, Tassia Reis, Tina Turner, Aretha Flanklin, Elza Soares, Cassia Eller e Elis Regina.

Maria nasceu em Manhuaçu e aos cinco anos muda para Barbacena, ambas em MG. Forma-se na Escola Normal de Barbacena (1904) e trabalha como educadora. Adota a pedagogia de Francisco Ferrer e leciona em Escolas Modernas.

Em sua atuação como líder comunitária, inicia um trabalho junto às mulheres da região onde vivia, incentivando-as em um mutirão para construção de casas populares destinadas à população carente da cidade, e funda a Liga contra o Analfabetismo.

Para ela, já que a sociedade como conhecemos era fruto de relações desiguais, a única forma que a mulher teria de atingir a igualdade seria buscar a independência individual e a liberdade sexual. Intercalando períodos de profundo otimismo e períodos de profundo pessimismo. Maria permaneceu sempre fiel em sua busca por conhecimento libertador.

Imagem: reprodução