Loading...
Jornalismo Cultural

O romance é um gênero que reflete muito sobre a atualidade, cita Cristovão Tezza

Após o sucesso de público e crítica de seu livro anterior, “O Filho Eterno” (2007), o escritor Catarinense Cristovão Tezza esteve em Londrina, nesta semana, durante o Festival Londrix, lançando seu livro ‘A Tirania do Amor’. O romance retrata a saga do Otavio Espinhosa, que após uma serie de crises pessoais, se vê envolvido em um esquema criminoso, e por consequência investigado em uma grande operação policial (qualquer semelhança com a atual crise política e a operação Lava Jato no Brasil, não é mera coincidência).

Por Bruno Leonel (Foto Sandro Branco)

O escritor conversou com a nossa reportagem no mesmo dia em que participou da palestra “A Leitura como Experiência de Vida” no Museu Histórico de Londrina. Segundo o autor, o livro é ficcional, mas impossível não se influenciar pela atual polarização política do país, além da atual crise resultante do avanço do conservadorismo em várias regiões do país. Cristovão falou sobre seu processo criativo. ‘O romance levou cerca de um ano e meio pra ser concluído… Terminei ele em 2017 ainda. Meu processo é mais contínuo, não costumo deixar textos parados e revê-lo…”, contou o escritor.

O livro é sua 17ª obra de ficção. Nacionalmente o autor começou a despontar nacionalmente com a faixa ‘Trapo’ (1988) que terá ainda uma edição comemorativa no segundo semestre de 2018, comemorando 30 anos. “Esses livros antigos continuam sendo lidos, hoje ainda me trouxeram alguns destes pra eu assinar, ainda tem um fã clube”.


NFORMAÇÕES
14ª Londrix Festival Literário de Londrina
Quando: 
De 7 a 12 de maio
Onde: 
Museu Histórico de Londrina (Rua Benjamin Constant, 900)e outros locais
Quanto: 
Gratuito (com exceção do Cabaré Londrix)
Mais informações: www.londrixfestivalliterario.com.br