Carregando...
MeiaEntradaCast

Homem-Aranha no Aranhaverso

Sim, cinéfilos do Brasil e do mundo! Está no ar mais um episódio do MeiaEntradaCast, o seu podcast para falar de vencedores do Óscar. Nessa semana, Renan Fileto, Pedro Voltera, Milk Fagionato e Caio Monteiro botam um bom disco de Rap, se reúnem na quebrada e discutem o vencedor de melhor animação no óscar 2019: Homem-Aranha no Aranhaverso.

Ao lado de Superman, Batman, Mulher-Maravilha, Wolverine e os Vingadores clássicos, o Homem-Aranha se encontra no seleto grupo de super-heróis que qualquer homo sapiens já ouviu falar.

É o tipo de personagem que, desde o seu surgimento, na década de 60, fez o mundo funcionar diferente. Devemos à Peter Parker, o Teioso original, muito da ideia de protagonistas mais humanos e falhos. No entanto, o uso recorrente do personagem, em alguns filmes bons e outros medianos, fez com que a figura do Homem-Aranha original ficasse levemente desgastada.

Por conta disso, Chris Muller e Phil Lord – diretores demitidos de Solo, filme do universo de Star Wars – resolveram utilizar em sua animação um personagem um pouco mais, digamos, fresco. Ao invés do consagrado Peter Parker, resolveram depositar suas fichas no Homem-Aranha do Universo Ultimate: Miles Morales. E podemos dizer que a decisão foi extremamente acertada!

Miles Morales traz consigo questões novas e atuais. Tendo ascendência latina, vivendo na periferia e tendo o hip-hop como sua faceta cultural de maior identificação, o personagem trouxe o novo ar que a franquia precisava. Isso, aliado à uma técnica de animação belíssima, fez com que Homem-Aranha no Aranhaverso fosse, não somente o vencedor do óscar de melhor animação, mas também um filme Essencial.

Venha para o programa e se prepare para saber:

1) quem é Miles Morales?

2) quais os acertos da dupla de diretores?

3) e qual caster chorou com o filme?

Nosso padrim (Nos ajude a manter o projeto): https://www.padrim.com.br/meiaentradacast

Aproveite também e curta nossa fanpage no Facebook: facebook.com/meiaentradacast