Loading...
Jornalismo Cultural

Famílias unidas contra o preconceito

O

No último domingo (02), aconteceu a 2ª Parada LGBTI+ de Londrina. O Movimento Construção, responsável pela organização do evento, estima que 9 mil participantes pessoas passaram pela Parada. O tema esse ano foi “Temos família e seremos família”.

Por Andressa Rossi, Bruno Lourenço, Beatriz Dias, Camilla Giovanna

A caminhada começou no Calçadão de Londrina com show de May Steel e Fer Matias, em dois trios elétricos. Os participantes partiram pela avenida Higienópolis até o anfiteatro do Zerão, onde a programação continuou com shows até a noite.

O movimento Mães pela Diversidade, criado no Rio de Janeiro, esteve à frente na Parada. Andreia Regina Cavalari, uma das frentes falou sobre o movimento, “nós resolvemos com toda essa necessidade, com toda essa violência, esse absurdo que anda acontecendo, trazer o movimento pra cá. É pequeno? É! Era bem menor no ano passado, mas hoje ele está crescendo e nós vamos conseguir atingir nosso objetivo”.

Da mesma forma, a igreja Cidade de Refúgio levou sua proposta pluralista às ruas de Londrina. “Nós partimos do princípio que Deus não faz acepção de pessoas” explicou Mari Silva, representante da igreja.

Jodair Moreno, um dos organizadores da Parada contou que no ano passado cinco mil pessoas foram no evento e esse ano a projeção foi bem maior. “Está sendo emocionante estar aqui!”, afirmou ele. Jodair também comentou a importância das mães para o evento, “elas nos geraram, então elas trazem pra nós a aceitação. O LGBT que é aceito dentro de casa, tem mais facilidade para lidar com o preconceito lá fora”.

Confira a matéria em vídeo: