Loading...
Jornalismo Cultural

Expo Tattoo – Evento reúne mais de 330 tatuadores em quase 40h de evento

Centenas de pessoas compareceram ao longo dos 3 dias (e mais de 35 horas de programação) da Expo Tattoo 2018 em Londrina. Em sua segunda edição, o maior evento de tatuagem do Paraná reuniu pessoas de diversas idades e estilos em um evento regado à arte, música (indo do rock ao rap), apresentações artísticas e, muitos adeptos da body art.

Texto e fotos por Bruno Leonel

Artistas de diversos países como Holanda, França e Japão, participaram da exposição ao longo dos dias 7, 8 e 9 de setembro. Em um período de temperaturas altas, a ausência de chuvas facilitou o acesso ao parque, o que garantiu um público numeroso ao longo de todos os dias.

tattoo
Segundo a organização, 336 tatuadores participaram durante os 3 dias de evento – Foto: Bruno Leonel

O evento, iniciado na sexta-feira da Independência, no Parque de Exposições Ney Braga contou com 110 estandes e mais de 10 bandas e artistas – além de tatuadores de várias partes do Brasil, e também de outros países. Além dos estandes, era possível conferir produtos para vestuário, decoração, materiais para body art e ainda dois palcos, um interno e ainda um externo, voltado à apresentação de bandas. Simple Ney, Almanaque 80, Mancats, Red Caps e AC/DC Cover Bon Scott Brasil, Luccio Malkvian, Maniaticos do Reverb, Polemik, Baile Flash Back, dj’s Luciana e Tati Monaco, Rock me Amadeus e Etnyah foram algumas das atrações.

tattoo
O quinteto londrinense Etnyah, uma das atrações da Expo Tattoo durante o domingo – Foto: Bruno Leonel

No espaço interno, além de concursos (como o Miss Tattoo), profissionais que participam da convenção puderam inscrever trabalhos feitos ali mesmo, durante a exposição. A apresentação ficou por conta de Marcelo Sapão (que também é apresentador na Alma Londrina). Ao todo foram disputados 20 categorias, em estilos como, série de desenhos, aquarela, lettering, old school, colorido, comics, procedimento de piercing, categoria preto e cinza, tribal, black work, realismo preto e cinza, pontilhismo e outros… Entre alguns dos tatuadores participantes Sillas (Back to Black Curitiba-PR) foi um dos artistas participantes, e que conversou com nossa reportagem sobre  a participação na Expo Tattoo de Londrina. Confira:

Sillas do Back to Black Tattoo participou pela primeira vez da Expo Tattoo 2018 – Foto: Bruno Leonel

 

O palco interno da Expo Tattoo ainda contou com um Fórum de discussões de temas relacionados à profissão de tatuador, no primeiro dia da convenção. No domingo (9), em meio a altas temperaturas, foi a vez do aguardado concurso de Miss Tattoo, já considerado um dos pontos altos do evento. A premiada da noite foi a modelo Amandha Ribaski (Curitiba – PR) que também é vocalista da banda Brokken. Reforçando o caráter familiar e eclético do evento, quem foi à edição 2018 da feira, pode notar um público variado, incluindo pessoas de diversas idades e famílias inteiras que circulavam pelos diferentes espaços da Expo, ao todo, exatamente 336 tatuadores compareceram ao evento. Segundo um dos organizadores, Fernando Nicolini (do Studio Fernando Tattoo), o saldo da segunda edição foi muito positivo, sendo que a próxima edição já foi confirmada ao final desta 2ª. Em entrevista ele confirmou inclusive a data:

O evento foi espaço para integração de outras vertentes artísticas como o hip-hop e ainda artes gráficas, não diretamente ligadas apenas à tatuagem, como contou o artista Muka (de Londrina) que além de ter se apresentado com um coletivo de rap, levou à Expo Tattoo alguns trabalhos visuais que desenvolve com outras linguagens. Ouça:

O artista (e grafiteiro) Muka levou alguns trabalhos de arte e ilustração para a Expo Tattoo 2018 – Foto: Bruno Leonel

 

A convenção – A Expo Tattoo Londrina é organizada pelo estúdio Fernando Tattoo, tem patrocínio de Cerveja Amadeus, Marco de La Piel (tattoo equipament) e Stooge, e apoio da Sociedade Rural do Paraná e Prefeitura de Londrina.

Confira uma galeria com mais fotos do evento: