Loading...
É Babado, Kyrida

Exageros à flor da pele com drama, cultura e humor

Mais denso, mais sensual, mais chique e, é claro, cheio de cultura: é assim que chega o terceiro “É babado, Kyrida”.

E chega com toda finesse na estreia da rádio novela “Exagero da pele”, num enredo recheado de babados que combinam drama e bom humor. Também tem o primeiro “Sarau no ar” para transbordarmos ao sabor de muita arte e poesia.

Em “Exagero da pele”, Veridiana Meireles (Mel Campus), uma socialite londrinense, partilha com sua amiga Odete (Linaê Mello) o esforço em se manter bela, recatada e dona lar de forma a atender os padrões de seu bofe – Odete, além de lhe dar uma dieta, dá também uma alfinetadinha: por acaso tal bofe sabe que Veridiana é trans?

No “Sarau no Ar” não sentamos ao chão – flutuamos. Hoje, flutuaremos pela poesia recitada por Herbert Proença, “Fios de Vida”, que traz à reflexão a transfobia em seus variados e violentos aspectos instalados pela sociedade.

Para não sair do clima, a música do dia é “Flutua”, de Johnny Hooker com participação especialíssima da não-binária Liniker, cuja letra faz menção a um amor sob olhares fóbicos que, entretanto, triunfa pela sua própria leveza de ser.