Loading...
É Babado, Kyrida

Direitos, respeito e percalços em pauta

Eaí, gente?! Como andam os seus direitos, muito respeitados? O quinto “É Babado, Kyrida” traz um pouco do panorama geral dos direitos das pessoas Trans e devidas considerações a seu respeito. Para abrir a discussão, temos o quadro “É Bafo, Mona”, com o psicólogo e professor da UNESP William Peres, seguido pelo “Bota a Cara no Sol” num encontro com Giovanni e sua história. E não termina por aí: tem entrevista no “Almanaca” com a kyridíssima Cléo Araújo.

Que prazer você tem direito? Que significado social tem seu prazer por direito? E os reprodutivos, são diferentes? Melhor – acompanhem a discussão sobre Direitos Sexuais e Reprodutivos no “É Bafo, Mona!” de hoje em seus avanços humanos e percalços binários, em especial, quando em relação às pessoas Trans.

Quem “Bota a Cara no Sol” hoje é Giovanni Augusto da Silva Alves, homem Trans e de família, com esposa, filha e enteada. Giovanni nos conta um pouco sobre sua história num processo pessoal, social e de militância com uma família unida por muito amor e respeito.

Mel Campus entrevista a militante e fundadora da ONG Construindo Igualdade (Caxias do Sul – RS) Cléo Araújo, ampliando o debate sobre direitos e dignidade das pessoas Trans em vários segmentos como educação, saúde e sociais em âmbito regional e nacional, ressaltando a importância da ferramenta de denúncias do Disque 100 em casos de violação.

Uma a cada sete mulheres já fez aborto, é papo de louco? Não, é estatística de fato. Encerramos o programa com “Ventre Livre de Fato”, de MC Luana Hansen, que expõe em letra marcante a hipocrisia brasileira com relação ao aborto.