Loading...
Tecnologia e Inovação

Alunos empreendedores na Universidade

Universidade

Olá ouvintes da rádio UEL FM e da rádio Alma Londrina, hoje o programa da Aintec vai falar sobre a presença de alunos e docentes da Universidade na Intuel.

O número de empreendedores que fazem parte da comunidade universitária cresceu em 54% em um ano na Incubadora Internacional de Empresas de Base Tecnológica da Universidade Estadual de Londrina, a Intuel. Esse número saltou de dois em 2015 para 18 em 2016.

Apesar de o processo seletivo da incubadora ser aberto a toda comunidade, os  docentes e alunos da UEL representaram 64% dos empreendedores incubados no primeiro semestre de 2017. Ano passado, a porcentagem era de 10%. Os outros 36% são formados por ex-funcionários de grandes corporações, ex-funcionários de pequenas e médias empresas e empreendedores.

Esse expressivo aumento se deve principalmente pelo trabalho de sensibilização que a Intuel realiza dentro da Universidade, por meio de palestras sobre empreendedorismo ministradas em diversos cursos.

Outro fator determinante para essa mudança de perfil dos empreendedores da Intuel foi o Programa de Educação Empreendedora do Sebrae, que capacitou 27 professores da UEL no último ano para ministrar a disciplina de empreendedorismo na instituição.

Para a UEL, ter a opção de empreender é importante justamente por ainda existir um buraco muito grande entre o conhecimento desenvolvido no meio acadêmico e o setor produtivo.

As ações de sensibilização da incubadora e a disciplina de empreendedorismo em diversos ursos criam alguns caminhos para diminuir esse buraco. Alguns deles são: a parceria entre universidade e empresas e a transformação das pesquisas acadêmicas em negócios.

A incubadora consegue transformar a pesquisa que ficaria em um artigo científico em um projeto de fato. Isso traz um retorno econômico, social e desenvolvimento à sociedade.

O empreendedorismo na UEL também contribui para o tripé da Universidade: o ensino, a pesquisa e a extensão. Muitas vezes o aluno sai para o mercado de trabalho e não consegue aplicar tudo o que aprendeu e desenvolveu. Com o empreendedorismo no meio acadêmico, se cria mais uma possibilidade: o aluno se forma cientista, profissional e capaz de empreender.

A Intuel também se beneficia com essa interação porque ela permite que tecnologias de ponta sejam incubadas. Conseguir trazer empresas que tenham pesquisas de alto potencial é um diferencial para a incubadora.

A Intuel faz parte da Agência de Inovação da UEL e tem como objetivo oferecer suporte para o desenvolvimento de empresas com potencial tecnológico. Além de estrutura física, a incubadora oferece cursos em áreas específicas, como gestão, empreendedorismo, financeiro e mercado. Atualmente ela conta com nove empresas incubadas.

Nossa coluna sobre Inovação, Tecnologia e Empreendedorismo termina aqui. Programa da Aintec. Produção e locução: Mariana Paschoal; e Gravação de João Lopes, da rádio UEL FM.