Loading...
Jornalismo Cultural

Alma no Psicodália – Abacate Contemporâneo

Abacate

Na edição de 2018 do Festival Psicodália, Londrina estará muito bem representada. Teremos novamente a folclórica presença da Terra Celta, a releitura do álbum Clara Crocodilo por seu criador, o icônico londrinense Arrigo Barnabé, e duas estreias pelas quais ficamos muito felizes e acompanharemos orgulhosos no Festival: Abacate Contemporâneo e Aminoácido.

Por Eduardo Calliari especial para Alma Londrina Rádio Web

Começamos hoje uma série de reportagens com os embaixadores londrinenses no Festival. Até o dia 8 de fevereiro traremos entrevistas com as bandas. E para começar nosso enviado especial Eduardo Calliari conversou com a galera do Abacate Contemporâneo. A banda, surgida no final de 2014, lançou seu primeiro EP no ano passado, as composições passeiam pelo rock, ritmos afro brasileiros e grooves numa atmosfera de arranjos inusitados, as letras tem o existencialismo contemporâneo, a fluidez das relações amorosas e a poesia marginal e crítica.

Estreando no Psicodália a banda espera que com o show no Festival, pessoas de fora de Londrina possam conhecer a banda. Para isso, o guitarrista Rafael Fuca disse vão levar também uma equipe técnica, “O Psicodália tem uma estrutura legal, mas a gente está levando o nosso (o produtor Júlio Anizelli do estúdio Plugue) pra fazer um som específico pra gente. Tem um técnico de luz que vai desenhar uma luz específica pro nosso show pra gente chegar lá com uma apresentação bolada para aquele momento”, destacou Fuca.

O Abacate Contemporâneo toca no Psicodália no Palco Guerreiros, a uma hora da manhã do dia 13 de fevereiro.

A equipe Alma foi à um ensaio do Abacate para checar como estão os preparativos para o Psicodália. Confira no Podcast abaixo nossa conversa com essa trupe gente finíssima composta por:
Marcos Kirchheim (contrabaixo), Eber Prado (guitarra), Rafael Fuca (guitarra), Fabio Farinha (bateria) e Raquel Palma (vocal).

Ainda não ouviu o EP do Abacate Contemporâneo? Ouça!