Loading...
Jornalismo Cultural

Alma Londrina Rádio Web no Psicodália 2018

Psicodália

Ano chegando ao fim, mas a Alma Londrina Rádio Web não para de trabalhar. Para 2018 estamos preparando novidades, novas coberturas, novas oficinas, novos shows. Só para sentirem o gostinho do que vem por aí vamos dar início hoje a cobertura especial do Psicodália 2018. Isso mesmo, a Alma Londrina Rádio Web estará presente no festival que acontece no carnaval no Município de Rio Negrinho em Santa Catarina. Com matérias exclusivas traremos diariamente tudo o que vai rolar por lá, e a cobertura começa agora.

 

Por Eduardo Calliari

Foto: Nicolas Pedrozo Salazar

O Psicodália surgiu do desejo de voltar mentes, olhos e ouvidos à arte autoral independente. Desde seu início despretensioso em Angra dos Reis no ano de 2001, até a próxima edição de 2018 (que será acompanhada e transmitida diariamente pela Alma Londrina), muita coisa mudou.  A começar pelo público: O primeiro, em 2001, contou com 150 pessoas. Já em sua última edição em 2017, o festival atingiu a marca de 6.500 participantes.  A gente não podia perder esta.

Conceitos como “movimento” e “encontro” são frequentemente aplicados ao festival, pelo fato de não ser composto  só por shows e apresentações. O evento oferece uma enorme área para acampamento e a estrutura de uma pequena cidade provisória, com restaurantes, bares, minimercado, lojas de produtos artesanais, banheiros e cozinhas comunitárias. As atividades também são variadas, com oficinas todos os dias e recreação para os pequeninos. São  cinco dias de convivência, e quem já participou do Psicodália percebeu que, para além dos grandes artistas presentes (e a excelente estrutura de palcos e som) , no fim das contas, o festival é feito pelo público. O festival também chama a atenção pelo cuidado com a conscientização ecológica e pelo incentivo do respeito ao próximo em geral, que resultam num ambiente pacífico e de amizade entre mais de 6.000 pessoas reunidas.

Foto: Nicolas Pedrozo Salazar

20 edições e 16 anos se passaram, e muitas experiências foram vividas ao longo do caminho percorrido pelas cidades paranaenses Lapa, Morretes e Antonina, seguindo para São Martinho (SC). Desde 2009, o evento se encontra ancorado em Rio Negrinho, no interior de Santa Catarina a 120 Km de Curitiba.

Na reportagem de amanhã você confere uma entrevista exclusiva com Alexandre Osiecki, um dos fundadores do Psicodália.

Programação completa do festival: http://www.psicodalia.com.br/

*Eduardo é publicitário, cameraman e editor de vídeos. Já acompanhou o Psicodália 3 vezes, inclusive pelo programa televisivo Mix Tape, que apresentava na TV Cultura em Guarapuava. Agora morando em terras londrinenses, irá desbravar o festival para alegria dos nossos ouvintes.