Loading...
MeiaEntradaCast

A trilogia X-Men em ação.

Sim, cinéfilos do Brasil e do mundo! Está no ar mais um episódio do MeiaEntradaCast, o seu podcast sobre o mundo do cinema!

E, dessa vez, Renan Fileto, Caio Monteiro e Vinicius “Milk” Fagionato se reuniram para voltar no tempo e debater a origem da era moderna de super-heróis no cinema com a trilogia X-Men que se iniciou em 2000. Como Bryan Singer e Brett Ratner estabeleceram todas as bases para as adaptações de quadrinhos que os sucederam? Bora descobrir!

Se fosse possível estabelecer uma origem para a nova onda de filmes sobre super heróis, provavelmente o título de marco inicial seria dado para o filme “X-Men”, de 2000. É fato que antes dele houve outras tentativas, mas nenhuma delas foi tão bem-sucedida estética e financeiramente. Logo no primeiro filme, Singer já trouxe um visual sóbrio, ao contrário dos uniformes coloridos dos quadrinhos, e um tom sério, até mesmo sombrio. A fórmula estabelecida aqui seguiu sendo imitada em filmes como “Batman Begins”, “Homem de Aço” e até mesmo “Ironman”, do Marvel Studios.

Além disso, X-Men também foi uma das primeiras obras a trazer uma discussão relevante para o subgênero de quadrinhos, quase sempre marcado pela excessiva importância dada à efeitos e explosões. O tema da diversidade e do preconceito, adaptado para a telona com extremo cuidado, torna o filme extremamente atual, apesar dos seus 18 anos.

Venha para o programa e se prepare para saber: 1) a história dos X-Men nos quadrinhos e a quase falência da Marvel 2) como a nova era dos super-heróis começou em 2000 3) e porque a trilogia original dos mutantes é o Antigo Testamento das adaptações de quadrinhos para o cinema.

Aproveite também e curta nossa fanpage no Facebook: facebook.com/meiaentradacast