Carregando...
Azylo Hotel

A Terceira Divindade da Guitarra.

Jeff Beck, sim ele é a terceira divindade das guitarras do Reino Unido. Colocando-o ao lado de Eric Clapton e Jimmy Page que se tornam as divindades das guitarras do rock inglês. No filme Blow Up traduzido para o português como Depois Daquele Beijo, onde os dois, Jimmy Page e Jeff Beck duelam para uma plateia mórbida e silenciosa, como se fizessem uma previsão do futuro na imagem de Antonioni o diretor do filme.

Eles se reafirmaram suas posições como os possíveis líderes da banda Yardbirds a sagrada banda de blues que imperou pelos arredores de Londres neste período onde eles impuseram seus poderes de palco e seus mais nervosos e rasgados solos de guitarras. Eric Clapton tinha saído da banda quando se achando muito chato e rabugento foi como ele queria, dispensado do grupo. Jimmy Page dono de uma frase célebre que diz “quando se é para ser alguém você se torna mesmo sem querer”, com esta frase ele passou de líder do Yardbirds para o imortal Led Zeppelin até hoje vendendo milhões de cópias.

Jeff Beck saiu do Yardbirds com a sagrada e famosa briga com seu cubo e destruindo tanto a guitarra como o cubo dela. Entrou em uma banda já famosa os Faces que tinha o vocalista Rod Stewart e Ronnie Wood como baixista e foram para cima das paradas de sucesso, colocando lá no top vários sucessos na voz rouca de pato esganiçado que Rod esmerava em falsetes e mais falsetes.

O sucesso nunca os abandonou e consagrando-os com grandes números e mais altos picos. Hoje Jeff Beck é o mais respeitado de todos que ainda continua em atividade com suas bandas solos e apresentando uma imagem igual àquela era nos tempos dos anos 70’. Lançando álbuns e mais álbuns ao vivo e em estúdios e sempre em atividades que o colocam no podium máster das guitarras.

Viva Jeff Beck como diz Murray ao apresenta-lo do Cross Road festival que parado por um tempo volta com tudo em 2019 na batuta de Eric Clapton e tendo como convidado especial e muito especial Jeff Beck.