Loading...
MeiaEntradaCast

A obra-prima Hereditário

Sim, cinéfilos do Brasil e do mundo! Está no ar mais um episódio do MeiaEntradaCast, o seu podcast de Cagaço! Nessa semana, Renan Fileto, Milk Fagionato e Vinicius Monteiro vem aterrorizar a cabeça do ouvinte com um polêmico lançamento do primeiro semestre de 2018: Hereditário.

O MeiaEntradaCast tem se destacado como um podcast que valoriza demais o cinema de terror. Já tivemos programas sobre “Um Lugar Silencioso”, “O Homem nas Trevas”, “A Bruxa”, entre outros, e não poderíamos deixar de dar nossos vinte centavos sobre aquele que tem sido considerado “O Exorcista” do século 21.

Hereditário segue as características do terror recente: evita sustos gratuitos, investe em atmosfera, traz drama e personagens reais. No entanto, utiliza esses aspectos de maneira extremamente bem-sucedida, causando um desconforto poucas vezes sentido na sétima arte.

Muito disso se deve ao elenco principal. Da pequena e macabra Milly Shapiro, a alma do filme, diga-se de passagem, passando pelos veteranos Tony Collette e Gabriel Byrne, o filme não possui um furo no que se refere a casting. Até Alex Wolff, o mais fraco entre os protagonistas, entrega um adolescente crível em quem podemos nos identificar. O terror do filme, muitas vezes, se manifesta justamente no que não é mostrado. A reação dos personagens é que faz a gente se arrepiar! Fantástico!

Hereditário não é somente um filme bom. Vai perdurar durante anos na memória dos cinéfilos. E você? O que acha do filme? Deixe sua contribuição nos comentários!

Venha para o programa e se prepare para saber:

1) porque família é um troço complicado?

2) quem é Paimon?

3) como o cinema de terror pode arrepiar a gente?

Episódio repleto de spoilers do começo ao fim!

Aproveite também e curta nossa fanpage no Facebook: facebook.com/meiaentradacast