Loading...
Marginália

Não sou a boca que convém a esses ouvidos

Essa semana o programa Marginália abre com a frase de Nietzsche para discutir a tentativa do governo em aprovar novos currículos escolares de ensino médio.

Ouça no mobile
Na quinta-feira, dia 22 de setembro, o Ministério da Educação divulgou um texto apontando que algumas velhas conhecidas dos estudantes deixariam de ser tema obrigatório ao final da educação básica. Aulas de artes, educação física, filosofia e sociologia.

A notícia em pouco tempo ganhou repercussão e logo começaram as manifestações contra a proposta apresentada. Segundo o texto algumas matérias deixariam de ser tema obrigatório ao final da educação básica, sendo elas artes, educação física, filosofia e sociologia.

Após o ocorrido, o secretário de Educação Básica do Ministério da Educação, Rossieli Soares voltou atrás e declarou que o texto enviado estava equivocado: – “Eu assumo a responsabilidade, houve um erro que infelizmente levou a essa confusão. Não se está acabando com nada.”

Equivocado ou não, o texto foi escrito. Foi pensado. E é preocupante pensar no resultado em cadeia para essas ciências, caso se volte a pensar em recolocar tal possibilidade em pauta.

A playlist começa com o poema ‘Só de Sacanagem’, interpretado pela autora Elisa Lucinda, na sequencia músicas de Molotov, Calle 13, Olmeca, Bersuit Vergarabat, Ana Tijoux feat Shadia Mandour, Ney Matogrosso, Mundo Livre S/A, Belchior, Arena Conta Zumbi e Caetano Veloso.