Loading...
Marginália

Não se apresse em perdoar. A misericórdia também corrompe.

Essa semana, o programa Marginália faz uma análise da enorme quantidade de votos nulos e brancos nas eleições municipais de 2016 e do resultado do plebiscito colombiano sobre o acordo de paz com as FARCs.

Segundo informações dos grandes jornais brasileiros, os grandes campeões deste primeiro turno de eleições municipais foram os votos inválidos ou ausências. Segundo o Tribunal Superior Eleitoral, a soma de votos nulos, brancos e abstenções superou o primeiro ou segundo colocado na disputa para prefeito em 22 capitais.

Eles tiveram a primeira colocação em dez capitais: Porto Alegre (RS), Porto Velho (RO), Curitiba (PR), São Paulo (SP), Campo Grande (MS), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Cuiabá (MT), Aracaju (SE) e Belém (PA).

No Rio de Janeiro e em Belo Horizonte, a soma de nulos, brancos e abstenções chegou a superar os votos obtidos pelos dois primeiros colocados, juntos.

No mesmo fim de semana, o plebiscito colombiano, que propunha um acordo de paz entre o governo e as FARC – Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, teve como resultado surpreendente o não, em um empate quase técnico de 50,2% a 49,8% de sim.

Toda negociação estava baseada em um processo de perdão, mas para a população, perdoar mais de 50 anos de agressões e violência não é fácil.

Na playlist: Sollado Brazilian Groove, Chico Science, Residente Anti Hero, Criolo, Los Aldeanos, Los Muertos de Cristo, Zé Geraldo, Mercedes Sosa e Raul Seixas.